Uma zaragatoa ao Covid perfurou revestimento do cérebro de uma mulher que acabou com líquido cefalorraquidiano a sair pelo nariz, arriscando-se a uma infeção bastante perigosa.

A mulher de cerca de quarenta anos, tinha um problema não diagnosticado e o teste que fez pode ter sido feito de forma incorreta, de acordo com Jarrett Walsh, médico no Hospital da Universidade de Iowa que acredita que a zaragatoa usada no teste pode ter ido demasiado longe.

Uma equipa de médicos descobriu uma massa na cavidade nasal direita, que acabou por ser drenada e analisada. Para surpresa dos médicos, tinha líquido cefalorraquidiano que é encontrado no cérebro.

Segundoum estudo publicado por este grupo de médicos na JAMA Otolaryngology Head & Neck Surgery, a equipa liderada pelo Dr. Cristopher Blake Sullivan concluiu: “As complicações associadas ao teste da zaragatoa não estão bem caracterizadas. Mas até onde sabemos, este é o primeiro caso de vazamento de líquido cefalorraquidiano após teste nasal para Covid-19“.