A partir de 1 de Fevereiro, quem se quiser candidatar à GNR e à PSP vai ter que pagar uma taxa de inscrição de 40 euros, de acordo com a imprensa nacional.

Em média, cada concurso da GNR tem cerca de 12 mil candidatos, juntando-se outros 11 mil da PSP. Esta medida vai render cerca de um milhão de euros que irão reverter para as duas forças de segurança.

De acordo com uma portaria conjunta do Ministério das Finanças e do Ministério da Administração Interna (MAI), quem se candidatar às forças de segurança terá de pagar uma taxa de 40 euros no momento em que apresentarem a sua candidatura.

Uma medida que, avisa o especialista em Direito Administrativo Paulo Veiga e Moura, é “ilegal, inconstitucional e desproporcional”.

Partilha
Loading...