Um químico encontrado nos cigarros electrónicos  está ligado a doença irreversível nos pulmões.

Segundo os especialistas, os cigarros electrónicos podem provocar problemas sérios de saúde a longo prazo.

Um químico presente nos sabores dos cigarros electrónicos, chamado diacetilo, pode provocar bronquiolite obliterante, uma inflamação ao nível dos brônquios que tem como consequência uma extrema dificuldade em respirar.

Segundo o Business Insider, aumentou para 78% os utilizadores entre os estudantes do ensino secundário, sendo que até na escola básica já se está a criar o hábito de consumir os cigarros electrónicos com sabores.

Acontece que um estudo publicado no Environmental Health Perspectives, em 2015, testou 51 cigarros electrónicos com sabores e descobriu o químico diacetilo em 39 deles.

O estudo não provou que fumar cigarros electrónicos causa, de facto, a bronquiolite obliterante, mas ficou provado que grande parte dos sabores dos cigarros electrónicos têm esse químico que está muito associado à condição em questão.

Partilha