O Primeiro Ministro não descarta a possibilidade de Portugal ficar na ‘lista negra’ “em toda a Europa”. António Costa deu a mão à palmatória sobre as declarações de Merkel e a entrada de ingleses em Portugal, aquando da final da Liga dos campeões.

Costa assume que “Ela tem toda a razão é necessário que haja uma ação cordenada [ de todos os países europeus]. Há um equivoco em relação ao que tem sido adotado relativamente aos britânicos, estamos a dotar a recomendação geral da EU que é a imposição de quarentenas de países que estão acima de determinado numero de casos, que os britânicos não estavam, e a exigência de teste negativo, que foi feita”, disse.
“Ela [Merkel:] não fez uma crítica, pôs uma hipótese sobre qual é a origem desta variante”, revelou o PM.

Quanto a Portugal entrar na lista negra da Europa, Costa afirma: “Creio que será a nível europeu. Tenho insistido em explicar que a matriz que adotamos é a que adota o Centro Europeu do Controlo de Doenças, é em função dessa matriz que todos os países europeus fixam as regras”, explicou.

“Vamos discutir aqui no Conselho [de Ministros] quais são as decisões que vamos tomar sobre entradas de países terceiros, nomeadamente o Reino Unido”.