O pai entra no quarto do filho e vê um bilhete em cima da cama. Lê bilhete, temendo o pior:

Pai, é com grande tristeza que te informo que fugi com meu novo namorado, o João, um italiano muito lindo que conheci.

Estou apaixonado por ele. Ele é muito gato, com todos aqueles ‘piercings’, tatuagens e aquela super-moto BMW que comprou há dias. Também descobri que não gosto de mulheres e como sei que não vais que não terei o teu apoio, decidimos fugir e ser muito felizes.

Ele quer adoptar filhos comigo e isso é tudo o que eu sempre desejei. Também aprendi com ele que o fumar charro é óptimo, uma coisa natural. Ele acha que eu, os nossos filhos adoptivos e os seus colegas vamos viver em perfeita harmonia.

Não te preocupes pai, eu já sei cuidar de mim, apesar dos meus 15 anos já tive várias experiências amorosas  e sei que ele é o homem da minha vida.

Um dia eu volto, para que tu e a mãe conheçam os nossos filhos. Um grande abraço e até algum dia. Do teu filho, com amor.

Também vais gostar destes:
Jamais encarregam um homem de dar conselhos e orientações sentimentais. – HUMOR
Uma senhora decidiu saber se os maridos das suas três filhas gostavam dela – HUMOR

O pai quase a desmaiar, continua a ler.

PS: Pai, não te assustes, é tudo mentira!!!

Estou na casa da Andreia, a nossa vizinha toda boazona. Só queria mostrar-te que existem coisas muito piores do que as minhas notas escolares, que estão na primeira gaveta.
Abraços, Teu filho, burro, mas macho!

Partilha