Um neto roubava a reforma mensal do avô deixando-o a passar fome. O idoso tinha 86 anos e já havia perdido um filho, assumindo assim as responsabilidades nas necessidades básicas do avô, o neto com 33 anos de idade.

Verdade é que tal nunca veio a acontecer e cruelmente, o neto deixou o avô a viver sem alimentos e sem luz, dentro da sua própria habitação.

Com uma pensão mensal a rondar os 682 euros, o neto sacou durante cerca de dois anos o todo o dinheiro ao avô, acabando por ser denunciado à PSP.

O idoso acabou ser integrado em Lar de 3ª idade, mas perdeu a vida duas semanas depois.

O neto está agora acusado de um crime de maus tratos e furto qualificado, chateando a roubar ao avô mais de 16 mil euros: “O arguido revelou possuir uma conduta cruel e de absoluto desprezo pelo bem-estar do ofendido tendo praticado atos com intuito de o prejudicar e de satisfazer os seus próprios interesses”, revela a acusação.