Uma médica está debaixo de fogo depois das declarações polémicas que afirmou ao dizer que  uma “mulher que tem um decote até ao umbigo e uma racha até cá cima está a fazer assédio ao homem”.

Numa entrevista à RTP, onde se abordava o movimento #MeToo e as denúncias de abusos  de Ronaldo, bem como assédio a mulheres, a médica Maria do Céu Santo deixou todos boquiabertos.

A médica pediu que se “salvem os homens”, também eles vítima de assédio, praticado por mulheres “com decote até ao umbigo e racha até cá cima”.

Médica especialista em ginecologista e obstetrícia (coautora do livro ‘Não Me Olhes com Esse Tom de Voz’, com Judite de Sousa), foi a entrevistada de Vítor Gonçalves, na RTP.

A especialista advertiu para os problemas de assédio sobre os homens, praticados por mulheres que expõem o corpo e por outras que estão numa posição hierarquicamente superior, no local de trabalho.

“Há muita violência sobre os homens, que têm vergonha de fazer denúncias. Há muito assédio sobre os homens. E eles têm, de facto, picos de testosterona. Não estou a defendê-los, porque eles não são nenhuns animais selvagens”, disse.

“Mas se a pessoa tem um decote até ao umbigo e uma racha até cá cima e o outro não faz amor há não sei quanto tempo, o que é que a pessoa está a fazer senão assédio ao homem que tem à frente?”.

“Há assédio sobre os homens, como há sobre as mulheres. Mulheres que têm cargos de chefia fazem assédio a pessoas que estão numa posição hierarquicamente inferior. Não há denúncias porque eles têm vergonha… Não sei o que estão a pensar de mim, mas é assim!”, frisou.

Para finalizar Maria do Céu Santo faz um pedido: “Salvem os homens, por favor. Alguns estão em situação complicada”.

Partilha