Uma mulher com doença oncológica deu à luz bebé saudável mas não tem direito a baixa. A advogada portuguesa com cancro de mama com metástases foi mãe de Rafael esta Terça Feira.

Ana Leal entrevistou Sandra Rocha de 40 anos, Sandra Rocha que teve uma gravidez de risco devido ao cancro. Ela começou a fazer quimioterapia todas as semanas.

Rafael nasceu com 3 quilos, nasceu. No mesmo dia que teve o primeiro filho, Sandra foi operada para remover as células cancerígenas do tecido mamário.

A verdade é que Sandra descontou mais de 11 anos para a Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores (CPAS) e não recebeu qualquer apoio social, durante estes meses, mesmo tendo pago mais de 21 mil euros em contribuições à CPAS.

Sandra não tem direito a descontar para a Segurança Social por se profissional liberal. Assim, mesmo que não tenha rendimentos, tem de pagar 230 euros mensais, por estar sob tutela da CPAS.