A cena de um médico a abraçar um idoso com Covid que queria ver a esposa espalhou-se pelo mundo lembrando da importância dos gestos de empatia e humanidade.

Nela, Joseph Varon aparece confortando um paciente da unidade de terapia intensiva da COVID-19 em um hospital do Texas, nos Estados Unidos, e por um motivo emocionante.

Dr. Varon, que é chefe de equipa do United Memorial Medical Center em Houston, estava a trabalhar há 256 dias consecutivos quando avistou o idoso a chorar e a tentar sair do seu quarto, conforme descreveu em entrevista à rede de televisão CNN.

“Eu aproximei-me dele e perguntei: ‘Por que está a chorar?’, e o homem disse: ‘Eu quero estar com a minha esposa. Então, eu apenas o peguei, o abracei, não sabia que estava sendo fotografado naquele momento.”, disse o médico.

médico a abraçar idoso com Covid

Segundo o médico, o paciente ficou melhor e parou de chorar após o consolo, mas a cena o fez refletir sobre a solidão. 

“É muito difícil. Podes imaginar. Estás dentro de um quarto onde as pessoas entram em ‘roupas espaciais’ e não tens nenhuma comunicação com mais ninguém, somente por telefone, se tiveressorte. E quando é sidoso, é ainda mais difícil, porque sentes que estás sozinho. Sentes-te isolado.”

O isolamento do paciente, no entanto, pode estar próximo de acabar. Segundo Dr. Varon, seu quadro de saúde melhorou e a equipa espera que ele possa ter alta até ao fim da semana.