O pai fez com que filha ande 5KM por forma a aprender uma lição de vida. O caso aconteceu em Ohio, nos Estados Unidos da América, e está a correr o mundo.

A criança foi proibida de andar no autocarro da escola no dia 30 de novembro, depois de ter feito bullying a um colega. Ela pediu ao pai para a levar à escola na semana seguinte, mas ele tornou a boleia numa verdadeira lição de vida e ainda publicou um vídeo no Facebook a dizer: «Aulas da vida».

«Percebi que ela via o privilégio de andar de autocarro ou de carro para a escola como um direito e não como um privilégio», explica ao News 5.

Matt disse que muitas crianças sentem que as coisas que os pais fazem por elas são um direito e não um privilégio e referiu que a filha estava chateada quando começou a andar.

Durante a caminhada, conversou com ela sobre como as ações que tinha praticado eram a razão pelas quais ela estava a andar a pé para a escola. No fim da caminhada, ela acalmou-se e percebeu que se não tivesse feito bullying ainda estaria no autocarro.

Vídeo tem mais de 200 mil partilhas e o pai comentou que: «Eu fique em completo choque ao ver a quantidade de pessoas que comentaram quando eu publiquei. Eu pensei que só os amigos e familiares iam ver isto, mas um conhecido pediu-me que tornasse o vídeo público para o poder partilhar. Quando acordei no dia seguinte, eu tinha centenas de mensagens na minha caixa de entrada e vi que havia algumas visualizações», conta.

Matt sentou-se com os filhos para mostrar os comentários do vídeo e para que eles pudessem entender os efeitos do bullying. «Ela e os meus outros dois filhos, parecem ter mostrado muita empatia por algumas das histórias tristes que eu li com eles», disse à publicação.

Matt acredita que a filha aprendeu uma grande lição sobre o bullying e agora irá aproveitar a viagem de autocarro para a escola.

«Só espero que através do vídeo que está a ser partilhado, as crianças possam ver e ler alguns dos comentários e tutoriais sobre o post e perceber o quanto as palavras podem ferir profundamente os envolvidos, às vezes, nos mais terríveis casos, o bullying tem efeitos que terminam com a vida das pessoas», acaba por dizer Cox.

«Eu também espero que os pais vejam o vídeo e comecem a responsabilizar os filhos pelas ações e parem de empurrar as acções dos filhos para baixo do tapete com a ideologia de que crianças são apenas crianças. Nós como pais precisamos parar o assédio moral em casa porque o bullying só gera bullying», termina.

Partilha
Loading...