Paula, ex-mulher de João Ricardo, falou do actor com carinho referindo que ele será para sempre um artista recordado com carinho pelos portugueses.

A ex-mulher de João Ricardo foi entrevistada por Júlia Pinheiro e recordou a a mensagem que o actor deixou para o filho do casal, bem como o apoio da ex-namorada, Mafalda, e motivo da separação devido ao trabalho.

Após a operação, «o João não era a mesma pessoa e isso sentia-se na relação do Rodrigo com o João. O Rodrigo dizia-me: ‘O meu pai não morreu no dia 23 de novembro. O pai para mim morreu no dia 7 de outubro’, que foi no dia em que foi operado».

A crise do actor fez com que a relação com o filho mudasse «200 por cento a partir desse dia». «Aquela cumplicidade acabou nesse dia. Às vezes pergunto-me se ele nessa altura teria alguma noção da gravidade da doença dele e se não seria uma forma de proteger o Rodrigo, sentia que ele se ia libertando aos poucos.»

Paula falou também sobre a ex namorada do actor, Mafalda:

«Há uma pessoa muito especial que curiosamente foi uma namorada do João, que é a Mafalda. Ainda nada disto tinha acontecido, tive a oportunidade de a conhecer e gostei imensa dela. De tal forma que a madrinha do Rodrigo morreu e eu convidei a Mafalda para madrinha do Rodrigo. É um anjo da guarda. Foi a mulher que esteve na cabeceira do João e que se mudou de armas e bagagens para o lado dele.»

Sobre a mensagem de João Ricardo deixou para o filho, Rodrigo, dia 13 anos, Paula afirma:

«Das últimas vezes em que o João ainda verbalizada, apertou-me a mão e disse-me: ‘Nunca te esqueças de nós e cuida do Rodrigo.’ O João sabia que eu o ia fazer e que a memória dele nunca seja esquecida e nunca será». 

Paula confessou que: «Eu percebi na semana anterior que alguma coisa não estava bem quando, numa quarta-feira, era dia de o João ir buscar o Rodrigo à escola e ele não apareceu. Telefonaram-me do colégio a dizer que o Rodrigo estava sozinho. Confesso que não me passou pela cabeça que fosse um problema de saúde, mas alguma coisa se passasse. No dia seguinte, ligou-me a pedir desculpa e a dizer que não sabia o que se tinha passado mas que não se tinha lembrado.»

E continuou: «O João estava a jantar com o Rodrigo e com amigos quando se sentiu mal e foi de urgência para o hospital. Tentei sempre não esconder nada ao Rodrigo e ele pediu sempre para não lhe esconder nada. Foi o Rodrigo que me ligou a dizer que o pai se tinha sentido mal e que estava no hospital. Eu já tinha uma filha, a Carolina, e eu não queria ter mais filhos. O João queria muito ter um filho e pediu-me muito. O Rodrigo foi uma prova de amor. Foi um menino muito planeado, muito desejado e muito amado.»

Paula disse ainda que nos últimos anos de vida João Ricardo «Teve momentos muito bons, o João apaixonado é aquele homem que nos traz a lua e as estrelas. Havia muita ausência, o nosso relacionamento começou quando o João começou a trabalhar muito em televisão, a figura dele tornou-se cada vez mais ausente. Senti-me cada vez mais sozinha e a relação foi-se diluindo. Nós separámo-nos, não porque deixámos de gostar um do outro, mas porque deixámos de ter um projeto de vida em comum.»

Partilha