Graça Freitas alertou para as férias: “O pior que pode acontecer é adoecer ou ter acidentes”, disse a diretora-geral da Saúde ao apresentar o plano de contingência para o verão.

O referido documento dá conta das campanhas para a prevenção de situações que aumentam o risco de doenças ou de acidentes no verão derivados aos riscos das altas temperaturas, da elevada concentração de população em determinadas zonas do país, e dos comportamentos de risco, nomeadamente devido à covid-19.

Graça Freitas realçou ser fundamental a informação recebida dos diversos parceiros para que sejam tomadas as “melhores decisões” e para comunicar “com clareza” com as populações.