Ferro Rodrigues vai abandonar Assembleia da República, informação essa confirmada na conferência de líderes da AR. Assim, ao terminar o mandato, não se volta a recandidatar.

Ferro Rodrigues afirmou a esse respeito que “O PAR referiu que, efetivamente, alguns Deputados já lhe tinham manifestado pretender fazer breves despedidas da AR, esclarecendo
que o mesmo sucedia consigo, visto que já não seria candidato nas próximas 5 eleições”
, lê-se no comunicado.

E continua “Informou que, em princípio, no dia 26 de novembro, antes das votações, se poderia destinar algum tempo para essas intervenções dos deputados com mais tempo de funções na Assembleia da República”, aponta.

Eduardo Ferro Rodrigues abandonará assim o cargo de segunda figura do Estado de Portugal, após seis anos.