O SIRESP escapa e não vai pagar uma sequer pelas falhas nos incêndios. Para o governo não existem “evidências” de que a empresa não cumpriu com o contrato.

Depois do Governo centrar as responsabilidades nas falhas da rede, parece que agora tudo cai por terra, resumindo-se à falta de provas.

O Ministério da Administração Interna não terem sido aplicadas quaisquer multas à empresa dado não existirem dados concretos que comprovem que a SIRESP não cumpriu com o que tem estipulado em contrato com o Estado.

Relembre-se que no incêndio de Pedrógão Grande, falharam 537 chamadas, de acordo com dados a que o PÚBLICO teve acesso.

De acordo com o MAI “as informações fornecidas pela entidade gestora do contrato SIRESP [a secretaria-geral do MAI], esta não aplicou penalidades à operadora SIRESP, SA relativas a 2017, atendendo a que não foram recolhidas evidências do incumprimento dos níveis de serviço contratualmente estabelecidos”.

FONTELilana Valente

Partilha