Uma mãe foi diagnosticada com cancro terminal após o nascimento do filho. Megan Lavery, tem 21 anos e foi dois dias depois de dar à luz o primeiro filho descobriu ter um carcinoma no cérebro em estadio muito avançado.

Ela deslocou-se ao hospital com vómitos e os médicos pensaram tratar-se de algo relacionado com a gravidez. Mas os sintomas persistiram após o nascimento da criança e Megan foi submetida a uma ressonância magnética.

Megan acabou por saber que possui um tumor cerebral e foi de imediato submetida a quatro operações. Apesar das várias tentativas, os médicos acabaram por confirmar que o tumor era maligno e que Megan luta contra uma doença terminal.

A jovem tem sido sujeita a variados tratamentos de radioterapia e quimioterapia cinco dias por semana.

Apesar dos prognósticos dos médicos, Megan não perde a esperança e acredita que pode sobreviver.