Deputados auferem rendimentos de 5 mil euros mensais em abonos e deslocações. Eles estão bem, a carga fiscal a eles não os preocupa. Nós é que nos lixamos!

Este foi, pelo menos, o valor declarado em despesas no ano passado, que serviu para suportar as viagens dos deputados entre as suas residências, declaradas no início de cada mandato, e a Assembleia da República. Em média, os deputados recebem até 5 mil euros/mês para despesas de deslocações e abonos.

Apesar do valor ser ligeiramente inferior – em cerca de 100 mil euros – ao de 2016, os gastos continuam a ser elevados Tal como avança o JN, só nesta legislatura, desde Outubro de 2015, os gastos ascendem a mais de 3,7 milhões de euros.

Apesar de várias polémicas, a indicação da residência dada pelos deputados continua a não ter “qualquer controlo” ou “cruzamento de dados” pelo Parlamento.

Também vais gostar destes:
Há quem ganhe e muito quando Portugal está a arder.
Com menos de 50 anos, 75 políticos já se encontram reformados.

Segundo o jornal Expresso, em alguns casos, estas despesas podem mesmo ultrapassar o salário-base.

Confrontada com o assunto, a secretaria-geral do Parlamento não explicou algumas incongruências, dando a entender que se pode estar a gastar mais do que aquilo que se devia.

FONTEDireita politica

Partilha