Um jovem morreu após comer carne de porco crua e serem descobertos parasitas no cérebro.

O jovem de 18 anos morreu após parasitas se alojarem em diferentes partes do seu cérebro, de acordo com um estudo de caso publicado no “New England Journal of Medicine”.

O relato dos médicos do ESIC Medical College de Faridabad, em Haryana, na Índia, aponta que o paciente chegou ao pronto-socorro com inchaço no olho direito, estava a ter convulsões e apresentava perda de consciência.

No caso tratado no estudo, o problema só foi identificado depois que os médicos realizaram uma ressonância magnética e viram os danos causados ​​pelos cistos no córtex e no tronco cerebral do paciente, incluindo o cerebelo, que fica na parte de trás do cérebro, acima da medula espinhal.Os médicos também descobriram cistos no olho direito e no testículo direito do paciente.

Por causa do número e localização dos cistos, os médicos decidiram não tratar o jovem com medicamentos antiparasitários. Eles poderiam agravar o sangramento cerebral e a inflamação, levando à perda de visão. Em vez disso, o paciente recebeu um medicamento chamado dexametasona, além de antiepilépticos.

Apesar dos esforços da equipa, o jovem morreu duas semanas após ser atendido no pronto-socorro.

A condição neurocisticercose é uma infeção no sistema central nervoso provocada por bactérias da carne de porco mal cozinhada que se desenvolvem em larvas. 


FONTEG1

Partilha