“Estive numa cama de hospital, onde não valia a pena ter nada”, foram as palavras de  Sónia Brazão ao descrever um terrível momento da sua vida quando viu a sua casa a explodir.

A famosa actriz perdeu tudo e viu-se ainda obrigada a pagar várias indemnizações aos vizinhos devido aos estragos causados pela explosão.

Foi durante o programa “Você na TV”, com Cristina Ferreira, que Sónia Brazão contou tudo aquilo que mais a atormentou.

“Precisei de silêncio. Precisei de ouvir, novamente, o silêncio. De não ouvir o meu nome e de me ouvir a mim. Não à Sónia Brazão, mas à Sónia Margarida. (…) O silêncio foi feito com amor, com os meus, aqueles que sei que são meus. Com a minha mãe, com o meu irmão, com as minhas sobrinhas, com os meus verdadeiros amigos. Fui buscar esse tempo para voltar a estar com as minhas raízes, com o meu chão, para que a Sónia Margarida voltasse a cantar, a sonhar…”

Actualmente a viver com a sua mãe a actriz assume que “Hoje, acho que sou eu que não consigo sair, porque acho que ela me completa e eu completo-a. Neste momento, a partir daqui, tenho que ser a tomar um bocadinho conta dela. Ela tomou tão bem conta de mim que, por mais que tome conta dela, nunca vou conseguir retribuir aquilo que ela fez por mim”.

“Houve uma altura em que pensei ‘o que é que se passou que não vale a pena ter nada?’ No fundo, estive numa cama de hospital, onde não valia a pena ter nada, nem vestidos, nem roupa, nem sapatos. Só queria que a minha pele voltasse a crescer, para poder sair. Isto era a minha luta diária e a luta de médicos fabulosos que estavam comigo. Isso era o que me interessava”.

“A dúvida foi difícil a um certo ponto, porque – quando uma coisa é dita tantas vezes – cheguei a duvidar de mim.”

Também vais gostar destes:
Cristina Ferreira criticada por receber ordenado milionário.
Fãs comentam dança sensual de Cristina Ferreira: Agora tem a mania

Sónia Brazãoprotagoniza a última edição da revista Cristina que já se encontra nas bancas.

Partilha