Perdida no mar uma cadela nadou 9 km e caminhou 20 km para se reencontrar com a família. O sentido de orientação é algo muito importante para que em situações banais consigamos encontrar sempre o caminho certo e em situações de perigo, o caminho mais seguro.

Os animais também têm sentido de orientação e alguns dele têm a vantagem de terem o olfato bem melhor desenvolvido que o nosso.

Por vezes o nosso sentido de orientação parece sofrer influências internas ou externas e por isso mesmo é afetado. Os animais por norma tem os seus sentidos mais desenvolvidos que os nossos mas isso não quer dizer que também não se possam perder ou enganar.

Rylee é um cachorrinho de dez meses de idade e vive em Mechelen. Ele tem melhores instintos de sobrevivência do que a maioria dos nós.

Era um dia bonito e solarengo e Rylee a sua mãe e o seu pai estavam lago de Michigan, quando decidiu fazer a sua própria trilha.

A sua mãe Kristin assumiu o volante, enquanto o marido Edward, entrou para a sala de máquinas para verificar o motor. Na confusão de seus problemas de motor, todos pensavam que Riley estava com eles. Quando eles se reuniram, Riley tinha ido desaparecido.

Edward e Kristin perceberam que o seu bebé de quatro patas tinha ido embora. Logo decidiram emitir um pedido de socorro para relatar o desaparecimento Rylee.

O casal usou as redes sociais para entrar em contato com a população local. Milagrosamente, dezenas de milhares de amantes dos animais concordaram em ajudar nas buscas. No dia seguinte, o casal recebeu uma pista que parecia fiel o suficiente e decidiram ir dar uma olhada.

Alguém tinha visto Riley perto de um parque de campismo. Quando Edward e Kristin chegaram, virão logo que era realmente Rylee. Descobriu-se que o animal nadou uma distância de 9 km e caminhou 20 km mais para chegar o mais próximo de casa possível.

O passeio de Riley foi grande, assim como o susto dos seus donos. Este aventureiro vai ter que repensar seus próximos passeios.

FONTEHistórias Com Valor

Partilha