Ferro Rodrigues tentou “encobrir” auditoria sobre ilegalidades no Parlamento.

O presidente da AR ficou danado com a divulgação da informação proveniente do Tribunal de Contas dando conta das irregularidades na Assembleia.

A auditoria revelou que os deputados recebem um seguro de saúde ilegal e aponta várias irregularidades como um elevado risco de fraude fiscal com pagamentos indevidos de viagens a deputados, que está relacionada com a desactualização dos dados das moradas de residência dos deputados.

Todas estas questões deixaram Ferro Rodrigues enraivecido, de acordo o Sol. O semanário disse ainda que o presidente da Assembleia da República queria “abafar” o documento, até à  “conferência de líderes que antecipou as respostas às recomendações dos conselheiros” do Tribunal de Contas.

O Ministério Público já está a analisar o documento, não estando excluída a possibilidade de avançar com um ou mais inquérito crime.

Em simultâneo, Marcelo Rebelo de Sousa elogiava Ferro Rodrigues pela forma como teve uma “intervenção muito clara e corajosa” sobre a polémica do registo de presenças do parlamento.