Agentes da PSP deixaram uma criança no carro para multar e deter condutor.

A menina de 3 anos de idade ficou sozinha no carro depois do pai ter sido detido por protestar uma multa…estava estacionado em segunda fila à espera da mulher.

Segundo o JN os agentes da PSP levaram o homem para a esquadra e deixaram uma criança de 3 anos de idade sozinha no carro.

Agora no Tribunal de Matosinhos os agentes são acusados de abuso de poder e o condutor está a ser julgado, por resistência e coação.

Em tribunal, um dos agentes da PSP disse que foi empurrado e que, por isso, deteve o condutor, sendo obrigado a recorrer à força. Disse ainda que o homem nunca se referiu ao facto de ter uma bebé no carro.

Já o condutor diz que estava no carro coma  filha de três anos à espera da mulher e os agentes apareceram e multaram-no por estar estacionado em segunda fila. Tirou o carro, mas protestou e até disse que ia falar com o comandante. Foi imediatamente detido e, “à força”, levado para a esquadra.

Apesar dos apelos, foi impedido de levar consigo a menina, que ficou sozinha meia hora, fechada no carro. “Implorei aos agentes para me deixarem ir buscar a bebé mas não tiveram coração”, garantiu, acrescentando que foi “espancado” na esquadra.

Um casal que terá “assistido a tudo” foi chamado a depor. O homem e a mulher, que não foram identificados, disseram que viram o condutor ser manietado e gritar, várias vezes, que tinha uma bebé no carro, que o deixassem levá-la pois não podia ficar só.

Face à indiferença dos policias, o casal decidiu ficar junto à viatura, com outras pessoas, a olhar pela criança e estiveram “quase a chamar uma ambulância”, porque acharam que a bebé estava em perigo.

Partilha