Um grupo de adeptos ingleses queimou um cachecol de Portugal nas ruas do Porto. Tudo aconteceu depois da vitória da seleção nacional por 3-1, que deu a passagem à final da Liga das Nações.

Os ingleses estavam na cidade do Porto para assistir à semifinal entre Inglaterra e a Holanda e acabaram detidos após agredirem elementos da PSP que tentavam colocar termo aos conflitos: “Ocorreu uma desordem entre adeptos ingleses e alguns portugueses, registaram-se agressões e a PSP foi obrigada a intervir. Quando ocorreu a intervenção, os adeptos ingleses viraram-se contra a polícia e agrediram mesmo dois agentes”, referiu Alexandre Coimbra, porta-voz da PSP.

A Federação inglesa (FA) emitiu um comunicado lamentando o sucedido. Na nota oficial,pode ler-se que aquele organismo “condena veementemente” os confrontos em causa e pediu para que não fossem diretamente associados à prestação da seleção.

“Qualquer um que seja responsável por estes distúrbios não pode ser visto como um verdadeiro adepto inglês, e não é bem-vindo no futebol.

São uma vergonha para a equipa e para os milhares de adeptos bem-comportados que seguiram Inglaterra da maneira correta. Estamos em contacto com a Unidade Policial Britânica para o Futebol”.

Partilha