“Só falta um DJ e acompanhantes de luxo nas cadeias”, disse André Ventura em tom de ironia após terem surgido denuncias de que os reclusos de Custóias terão gasto mais de 80 mil euros nos dois dias da greve dos guardas prisionais.

Ao PT Jornal, André Ventura considerou que dada a gravidade do ocorrido deverá haver uma uma intervenção por parte do Presidente da Republica.

“Acho que se impõe uma palavra do senhor Presidente da República sobre o estado das prisões em Portugal”, disse.

Para ele “A notícia de que os presos em Custóias teriam esbanjado mais de 80 mil euros em dois dias é um insulto às regras do Estado de Direito, ao corpo de guardas prisionais e a dignidade dos portugueses que cumprem as leis que lhes são impostas”.

Foi em tom de ironia que Ventura afirmou que “Já só falta mesmo um DJ e acompanhantes de luxo nas cadeias” já que a situação nas cadeias portuguesas “está a atingir níveis vergonhosos. Qualquer dia mais vale deixar de lhe chamar prisão e passar a ser ‘campo de férias’ ou ‘local de retiro com oportunidade de convívio’”.

Em jeito de conclusão, André Ventura, afirmou ainda que: “A imagem de violadores a beber whisky ou de terroristas a fumar charutos durante largas horas festivas não é, lamento muito, compatível com a minha ideia de justiça”.

Partilha